Mbappé reclama do pé no travão do PSG e o treinador responde: Funcionar para nós

O atacante está irado com a atitude da seleção francesa nos últimos minutos diante do Borussia Dortmund, que não busca a vitória e se contenta com o empate; o resultado é o segundo lugar do grupo

O clima no Paris Saint-Germain não foi bom após o empate com o Borussia Dortmund, que garantiu aos franceses a passagem ao próxima fase do elástico dos campeões. O atacante Mbappe teria ficado irado com o comportamento de sua equipe nos minutos finais da partida estádio Westfalen.

Para explicar… O París Saint-Germain corria risco de ser eliminado do elástico dos campeões, dependendo do resultado da outra partida do grupo, entre Newcastle e Milan. Mas a partir dos 13 minutos do segundo tempo, no estádio St. James Park, o placar (1 a 1) já era interessante para a seleção francesa, que empatou com o Dortmund.

O Milan ainda conseguiu fazer o 2 a 1 contra o Newcastle aos 38 minutos, deixando ainda mais confortável para o PSG almejar a vitória contra os alemães a vitória teria vindo se os ingleses tivessem conseguido mudar a situação até que o conquistar, O Borussia sofreu mais um gol.

Mas nos minutos finais do jogo no Westfalenstadion ficou claro que os jogadores do Paris Saint-Germain sabiam da situação em mais um partida e frearam a tempo. Por exemplo, o técnico Luis Enrique e o lateral-direito Hakimi são os sinalizadores.

É uma fonte de frustação para Mbappe, que quer que sua equipe seja mais agressiva na busca pela vitória. O empate garantiu ao PSG os oitavos de final do elástico dos Campeões, mas não o primeiro lugar do Grupo F. Com o resultado final, os franceses permanecer no segundo pote para o sorteio do próxima fase, então tiveram maiores chances de encontrar alguém. desafios futuros.

imagens trazidas da partida no Westfalenstadion exibiram Mbappé visivelmente zangado com o empate em 1 a 1, agitando os braços e reclamando. O atacante traspassou pelo técnico Luis Enrique e pelo diretor esportivo Luis Campos sem muita conversa.

— É normal que os jogadores fiquem desapontados, tivemos cinco chances de gol, cinco chances! Teríamos sido tolos se sofresse um golo a cinco minutos do fim. Quando o jogador está irritado É meu trabalho gerenciar o risco Tensão essa comentou o treinador na entrevista coletiva.

Luis Enrique também confirmou, em entrevista ao canal Movistar+, que ordenou que o PSG diminuiu o ritmo mas que o fez nos minutos finais, depois de o Milan ter feito o placar de 2 a 1 contra o Newcastle.

O sorteio foi para nós. Tentamos movimentar mais a pelota para criar chances claros sem contra-atacar. “.

Recomendamos

?>